Associação Bento de Jesus Caraça



Henrique de Barros


Henrique Teixeira de Queirós de Barros nasceu em Coimbra a 7 de Outubro de 1904 e faleceu a 20 de Agosto de 2000 1.

Henrique de Barros licenciou-se em Economia Agrária no Instituto Superior de Agronomia em 1928. Nessa mesma escola desenvolveu intensa actividade pedagógica e de Investigação, tendo sido um notável Professor Catedrático, com extensa actividade na área da Economia Agrária. Participou activamente no projecto técnico da Colónia Agrícola de Santo Isidro de Pegões entre 1937 e 19382.

Sendo um opositor do Estado Novo, apesar das suas raízes aristocráticas (era neto do primeiro Visconde da Marinha Grande que, apesar do título, era Republicano3), aderiu em 1945 ao MUD (Movimento de Unidade Democrática).
Foi expulso da Universidade em 1947 juntamente com muitos outros professores tendo, porém, sido readmitido em 1957.
Aderiu ao Partido Socialista em 1975. Em 1981 desligou-se do PS e, segundo algumas fontes, aderiu ao PRD (Partido Renovador Democrático), partido constituído em torno da figura do General Ramalho Eanes.
Em 1976, participou na criação do Instituto António Sérgio do Sector Cooperativo.
Foi deputado à Assembleia Constituinte sendo eleito o seu Presidente. Foi fundamental no desenvolvimento do trabalho que conduziu à Constituição de 1976, tendo ficado permanentemente ligado a esse importante momento histórico.
Foi ainda Membro do Conselho de Estado de Junho de 1974 a Março de 1975, Presidente do Conselho Nacional do Plano, e Ministro de Estado do Primeiro Governo Constitucional (1976-1978).

Sobre as obras que publicou, consultar uma pequena nota biográfica, que inclui uma listagem das suas obras principais, produzida pelo Instituto Superior de Agronomia.

Na Biblioteca Cosmos foi autor do número 3 da colecção, O Problema do Trigo.

Uma Fotobiografia de Henrique de Barros foi organizada pela Comissão Executiva da comemoração do centenário do nascimento, mas parece estar esgotada nas livrarias, embora disponível em Alfarrabistas e nos sites de vendas de objectos em segunda mão.

Era filho do escritor e pedagogo João de Barros que, curiosamente, foi o autor de outro livro da Biblioteca Cosmos, mais exactamente o número 4 da colecção, Pequena História da Poesia Portuguesa.

No centenário do seu nascimento, em 2004, a Assembleia da República publicou um opúsculo que está disponível on-line. Esse documento inclui uma extensa e pormenorizada biografia política.

Notas
___________

1. Muitas informações referidas têm origem no artigo da Wikipedia sobre henrique de Barros: https://pt.wikipedia.org/wiki/Henrique_de_Barros

2. Sobre a Colónia Agrícola de Santo Isidro de Pegões, e a sua colaboração, o artigo da Wikipedia sobre a (extinta) Freguesia de Santo Isidro de Pegões tem alguma informação útil. Há também um livro editado pela Câmara Municipal do Montijo sobre o assunto que está digitalizado na Internet. Por fim, sobre este assunto, existe uma edição do programa Visita Guiada da autoria de Paula Moura Pinheiro na RTP.

3. Ver o documento da Assembleia da República referido.

GSA