Associação Bento de Jesus Caraça



Augusto Sá da Costa


Augusto de Macedo Sá da Costa (1913-2001), filho de Augusto Sá da Costa (fundador da Livraria Sá da Costa) e de Belmira de Macedo e Oliveira continua a administrar a Livraria (e editora) após a morte do seu pai. Entretanto licencia-se em Economia no Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras onde conhece Bento de Jesus Caraça com quem colaborará na fundação da Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) e fará parte da sua primeira direcção.

A colaboração de Sá da Costa com a Gazeta da Matemática desde o seu primeiro número é extensa e para além da escrita de artigos, notas, e outras colaborações, foi Administrador da Revista e da sua editora (com o mesmo nome) desde o número 30 de Novembro de 1946 até ao número 133/136 correspondente aos anos de 1975 e 1976. Esse foi o último número antes de um interregno de 14 anos na publicação da revista.

Sá da Costa promoveu a venda da Gazeta de Matemática e outras publicações ligadas à SPM na livraria Sá da Costa o que ajudou a popularizar a revista entre estudantes universitários e finalistas do ensino liceal que, na revista, encontravam informação sobre os exames de admissão em matemática.

Augusto Sá da Costa é influenciado também pelo seu pai que, para fomentar a cultura é muito activo na oferta de livros a estudantes pobres e a diversas instituições. Organiza tertúlias onde se encontram muitas personalidades oposicionistas, e mantém actividade política contra o regime. Em 1947, sendo já professor, é expulso da Universidade Técnica de Lisboa pelo governo de então.

Augusto Sá da Costa participava também em muitas actividades relacionadas com o ensino e a investigação em matemática. Há uma fotografia de um grupo de matemáticos, aquando da visita do matemático francês Maurice Fréchet a Lisboa em 1942. Nessa fotografia estão presentes vários matemáticos incluindo Bento de Jesus Caraça e Augusto Sá da Costa.

Alguma informação complementar pode ser encontrada aqui.

GSA com apoio de Luís Saraiva