Associação Bento de Jesus Caraça



Manuel Mendes


Manuel Joaquim Mendes era um escritor e escultor. Era também um oposicionista assumido do regime do Estado Novo, tendo participado em lutas contra o regime.

Nasceu em Lisboa em 18 de Janeiro de 1906 e faleceu, também em Lisboa, em 7 de Maio de 1969.

Estudou na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, tendo frequentado o curso de História e Filosofia, mas nunca terminou o curso por causa da greve de 1931.

Esteve sempre ligado ao grupo da Seara Nova.

Iniciado na Maçonaria em 14 de Junho de 1930. Esteve envolvido na preparação de revoltas civis e militares contra o Estado Novo. Participou no MUNAF (Movimento de Unidade Antifascista) e esteve envolvido na fundação do MUD (Movimento de Unidade Democrática) e desenvolveu, nesse contexto, intensa actividade política, tendo sido preso pela PIDE três vezes. No decorrer da Guerra Civil Espanhola, participa na Frente Popular, tendo inclusivamente combatido mos primeiros combates em Madrid.

Uma nota biográfica um pouco mais desenvolvida pode ser consultada na Fundação Mário Soares, na Casa Comum.

Um programa da RTP de 6 de Setembro de 1974 sobre Manual Mendes produzido por João Martins pode ser visto aqui.

Manuel Mendes figura num quadro célebre (O Grupo do Consultório do Professor Pulido Valente) de Abel Manta em 1955 em que surgem várias figuras da intelectualidade portuguesa ligadas à oposição ao regime do Estado Novo. O quadro pode ser visto, por exemplo aqui.

Para além da sua actividade como ficcionista, escreveu vários estudos biográficos sobre escritores e artistas, como é o caso dos livros que escreveu para a Biblioteca Cosmos:

Prefaciou também vários livros da Biblioteca Cosmos:

Citam-se algumas obras publicadas por Manuel Mendes:

GSA